Logo Grupo Terapia Manual



Grupo Terapia Manual - Home Grupo Terapia Manual - Empresa Grupo Terapia Manual - Cursos Grupo Terapia Manual - Novidades Grupo Terapia Manual - Mídia Center Grupo Terapia Manual - Artigos Grupo Terapia Manual - Casos Clinicos Grupo Terapia Manual - Blog Grupo Terapia Manual - Produtos Grupo Terapia Manual - Assinatura Grupo Terapia Manual - Contato


Casos Clínicos
Conheça nossos Casos Clínicos
 

Caso 4

Dor torácica

História
A paciente B.S.J. apresentou-se com dor dor torácica aproximadamente entre os níveis T2-T3 e próximo a borda da escápula direita. O início da dor foi insidioso há cerca de 4 anos atrás e condição permaneceu inalterada. A dor é principalmente agravada por movimentos do membro superior direito e desaparece após um período de descanso. A paciente já passou por diversas sessões de fisioterapia sem sucesso.

Exame físico
O exame do ombro e da coluna cervical se mostraram negativos. Nao há indicações de patologia séria na coluna torácica. A ADM torácica é normal e não provocou dor na paciente. A mobilidade do tecido neural é normal na região. Os movimentos articulares acessórios entre T2 a T4 se mostraram hipomóveis assim como a segunda e terceira articulações costovertebrais direita (segunda e terceira costelas hipomóveis em inspiração). Houve dor a palpação da segunda articulação costovertebral direita. O controle da estabilidade escapular do lado direito se mostrou inferior em relação ao lado esquerdo.

Tratamento
Sessão 1: Mobilizações póstero-anteriores caudais foram aplicadas na segunda costela a direita próximo a artic. costovertebral o que resultou em uma melhora dos movimentos acessórios dessa articulação e menos dor com movimentos do membro superior direito. Exercícios para aumentar a estabilidade escapular foram iniciados.

Sessão 2: A paciente referiu melhora com o último tratamento (menos dor durante seu trabalho que envolve movimentos repetitivos com os membros superiores). Uma mobilização com movimento foi utilizada, mantendo uma pressão póstero-anterior caudal na segunda costela durante movimentos de flexão do membro superior direito o que produziu uma melhora significante da dor. Os exercícios de estabilização escapular foram continuados e instruídos a serem realizados em casa.

Sessão 3: A paciente referiu não ter sentido mais dor após o último tratamento. A mesma técnica da sessão anterior foi repetida, com carga adicional no membro superior. A paciente recebeu alta e foi instruída a continuar com os exercícios.

 



 

Produtos

SEM PRODUTOS CADASTRADOS



Empresa
Sobre a Instituição
Nossos Objetivos
Nossos Parceiros
Cursos
Nossos Cursos
Especialização
Vantagens
Certificação
Hospedagem
Ministrantes
Notícias
Novidades
Artigos
Casos Clínicos
Blog
Links interessantes
Mídia Center
Produtos
Assinatura
Consultas
Contato
Pagamento
Sua compra protegida - PagSeguro é a solução completa para pagamentos online.

Social
Twitter Grupo Terapia ManualFacebook Grupo Terapia ManualLinkedIn Grupo Terapia ManualInstagram Grupo Terapia Manual

© Copyright Grupo Terapia Manual 2002-2021. Todos os direitos reservados.
terapiamanual@terapiamanual.com.br - 19 3012-2252
Z.Mídia - Sistemas Web e Websites em Campinas/SP